Offline
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/113401/slider/9f22fe65968d79b6f45efc1523e4c4aa.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/113401/slider/80a574611830c0240c40e4d3d91929b3.png
Ministro de Minas e Energia também se reuniu com Executivos da Âmbar na Bolívia
10/07/2024 10:32 em Últimas Notícias

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e executivos da Âmbar, empresa do grupo J&F, se encontrarão nesta terça-feira (9/7) em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Em abril, Silveira propôs um acordo que salvou um contrato bilionário da Âmbar, que estava sob análise do Tribunal de Contas da União (TCU).

 

O documento que beneficiou a Âmbar, dos irmãos Batista, foi assinado por Silveira em 18 de abril, como revelou o repórter Breno Pires. A empresa havia falhado em cumprir um contrato de 2021 que previa a construção de quatro usinas termelétricas e a geração de energia, resultando em uma multa estimada em R$ 6 bilhões.

 

 

Após a reviravolta no caso, o contrato foi mantido com apoio do TCU, prevendo o repasse de R$ 9,4 bilhões à Âmbar. A movimentação do ministro de Minas e Energia foi crucial para o avanço da iniciativa no TCU.

 

O encontro na Bolívia contará com a presença do presidente da Âmbar, Marcelo Zanatta. O presidente Lula também está na cidade cumprindo agenda oficial e, pela manhã, reuniu-se com o presidente boliviano, Luis Arce.

 

Na semana passada, em um processo distinto, o TCU aprovou um acordo entre a Oi e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), contrariando a área técnica e o Ministério Público junto ao tribunal. Um dos beneficiados pela decisão foi o banqueiro André Esteves, dono do BTG, que controla a V.tal, credora da Oi.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!