Offline
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/113401/slider/9f22fe65968d79b6f45efc1523e4c4aa.png
https://public-rf-upload.minhawebradio.net/113401/slider/80a574611830c0240c40e4d3d91929b3.png
Polícia Federal de São Paulo condena 14 integrantes por envolvimento em esquema de corrupção
10/07/2024 08:39 em Últimas Notícias

A Polícia Federal de São Paulo teve 14 de seus integrantes condenados por envolvimento em um complexo esquema de suborno. A ação, ocorrida entre 2012 e 2015, visava sabotar investigações em andamento, desafiando a integridade da instituição.

 

A Operação Inversão foi um esforço conjunto da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, iniciada após denúncias que levantaram suspeitas sobre atos de corrupção dentro da própria força policial. Esses 14 indivíduos, que incluem três delegados, foram condenados por corrupção ativa e passiva, além de formação de quadrilha, com penas que variam entre seis e 12 anos de detenção.

 

 

O esquema operava principalmente através da Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários (Deleprev), focada em desmantelar fraudes nas perícias médicas em agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os delegados envolvidos no esquema recebiam subornos consideráveis para desfazer os trâmites legais normalmente aplicados pela justiça, incluindo o atraso ou cancelamento de investigações pertinentes.

 

Foi a partir de uma denúncia recebida de uma advogada que se sentiu pressionada a realizar pagamentos exorbitantes, que as autoridades conseguiram ligar os pontos e desfazer a rede de corrupção. Essa revelação desencadeou uma série de investigações que culminaram na identificação e condenação dos envolvidos.

 

 

As consequências desses atos corruptos se estendem além dos envolvidos diretamente, levantando questões sobre a integridade das operações policiais. A extensa rede de intermediários, incluindo escrivães e até funcionários terceirizados, demonstra a profundidade e o alcance do problema. Estes indivíduos não só negociavam os valores como também se encarregavam de remover evidências incriminatórias que poderiam impedir futuras condenações.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!